Os livros que eu gostaria de ter publicado em 2009 mas foram publicados por outros - (4)


O Terror - Arthur Machen - Saída de Emergência

Há uns anos em conversa com o José Manuel Lopes apresentei-lhe o Arthur Machen, era um projecto meu para o futuro poder vir a publicar em Portugal alguns dos contos deste mestre do fantástico (no dizer de Borges). Continuando pois no seu trabalho de tradução de alguns dos nomes maiores da literatura fantástica José Manuel Lopes, aqui aliado a outra tradutora, traduz um texto incontornável de um género literário só muito recentemente redescoberto pelos portugueses.

Machen é um mestre da prosa de sugestão, raramente há uma descrição directa dos terrores que povoam a sua ficção. Mestre na criação de atmosfera, o escritor baseia o seu imaginário nas tradições gaélicas e constrói um universo ímpar na ficção fantástica de língua inglesa.


Jonas, o copromanta - Patrícia Melo - Campo das Letras

Uma subversão do história bíblica, um Jonas compaixão pelas fezes da alma. As semelhanças com aquele que, para mim, é o melhor Saramago, o do "Todos os Nomes", são patentes num romance curto de um dos vultos mais originais da contemporânea escrita brasileira.

Um pequenino livro que desafia o leitor para fazer uma purga cerebral. Nesse sentido será provavelmente o melhor romance brasileiro depois do grande "Zero" de Ignácio de Loyola Brandão.


O monte dos vendavais - Emily Brontë - Presença

Não é, ao contrário do que diz a capa. uma obra-prima da literatura inglesa, mas da literatura universal. É a história de amor/ódio mais forte e provocante que conheço. Um clássico portentoso de uma escritora brilhante que infelizmente não deixou muitas mais obras de valia semelhante.

A luta de paixões entre dois seres humanos inflexíveis nas suas posições e caractéres, num ambiente quase gótico que transforma e amplifica as vibrações de uma paixão destruidora.

Se há livros que realmente enchem a medida e nos marcam, este é um deles. Ainda não conheci quem tenha lido e não tenha ficado impressionado.

0 comentários:

Publicar um comentário