O desemprego (piadinha)

Recebi hoje o seguinte e-mail intitulado, como podem verificar "A Page Personnel dá-lhe os parabéns pelo seu novo desafio profissional":

Achei que era devida uma resposta.

Prezados Senhores,
Estou habituado a receber muita publicidade por e-mail, mas esta está ao nível da de uma escola de línguas que no Natal passado me desejou "Marry Christmas" (com a maior seriedade e  um excelente design). Com efeito e depois de me ter inscrito na Michael Page sem voltar a ter um contacto desse lado há mais de 3 anos, recebo a publicidade abaixo em que me informam que eu sou um dos 53 profissionais que encontrou emprego no primeiro trimestre de 2012 (facto que surpreende de todo pois, ao que sei, continuo desempregado).
Acho absolutamente brilhante o respeito que evidenciam pela situação precária de quem, efectivamente, está desempregado. Falta muita ética no mundo laboral em Portugal, mas tal é compreensível quando exemplos destes chegam através de uma firma com a reputação internacional da Michael Page. Se por acaso acham que as letrinhas pequenas acima do anúncio - que indicam "publicidade" - conseguem tirar a piada à piada estão enganados.
Eu dava umas liçõezinhas de moral ao vosso director de marketing, dava - podem contratar-me para rever a vossa publicidade e campanhas: levo pouco e faço um excelente trabalho!


Sem outro assunto
Hugo Xavier

2 comentários:

Anónimo disse...

Caro Hugo,

´Também recebi o e-mail. Se eu fosse o responsável por uma empresa desta dimensão e reputação internacionalmente reconhecida despedia de imediato o director de marketing.

Pedro disse...

Também fui um dos felizes contemplados.

Chamou-me a atenção o nº de lugares mencionado na publicidade - 53 num trimestre. São cerca de 17 pessoas por mês, para o país inteiro. Se uma Michael Page só consegue isto, está bom de ver o estado das coisas por cá...

Abraço,

Pedro

Publicar um comentário